O envelhecimento é um processo natural, que tem início nos primeiros estágios da vida. Envelhecer é necessário para o desenvolvimento do organismo, mas também tem seus efeitos negativos. A audição é um dos sentidos que sofre com o acúmulo dos anos. O ouvido é um órgão sensível. Com o passar do tempo as células auditivas se deterioram e morrem, principalmente em casos de traumas, exposição sonora excessiva e doenças que afetam a região.

Na terceira idade as deficiências auditivas são mais perceptíveis, apesar de estarem presentes muito antes de serem diagnosticadas, isto ocorre porque o indivíduo demora para perceber que há algo errado com a audição.

A perda natural de função dos ouvidos faz com que os idosos tenham dificuldade para captar os sons e entender a fala, principalmente em ambientes ruidosos, mas é a demora na busca por tratamento adequado que agrava o quadro. O preconceito no que diz respeito ao uso de aparelhos auditivos, a vergonha ou o medo de conviver com a realidade atrasam a consulta com um especialista, desencadeando uma série de outros problemas. Sem contar que a falta de tratamento pode retardar a cura ou até mesmo perder a possibilidade de curar patologias benignas.

Prevenção é o melhor caminho

Perda de audição na terceira idade pode ser adiada!

Perda de audição na terceira idade pode ser adiada!

A surdez na terceira idade, também chamada de presbiacusia, é irreversível e não há como impedir que este processo aconteça. A boa notícia é que é possível adiar o problema, desde que sejam tomados alguns cuidados ao longo da vida.

Entre as principais recomendações estão o uso de protetores auriculares quando a profissão exigir a permanência em locais barulhentos; evitar o uso de fones de ouvido; e controlar a altura da televisão, do rádio e do computador, dando sempre preferência aos níveis mais baixos. Ficar próximo a fogos de artifício, caixas de som em casas noturnas e andar com o rádio do carro no último volume afeta a audição e pode causar traumas para o resto da vida nos ouvidos.

Os cuidados com a saúde geral também são fundamentais. Problemas circulatórios, hipertensão e diabetes prejudicam a saúde do ouvido e aceleram a degradação do órgão. Para garantir um organismo saudável é essencial escolher os alimentos da maneira adequada. Frutas, verduras e legumes devem estar presentes em todas as refeições para fornecer os nutrientes que o corpo precisa. A combinação com carnes magras, muita água e outros hábitos saudáveis como a pratica de exercícios físicos é perfeita para a saúde.

Precisa de ajuda para cuidar da sua audição ou de alguém da sua família? Entre em contato conosco e termos prazer em ajudá-lo!