out 22

Barulho na escola pode prejudicar a audição dos estudantes

Assunto Sem categoria 1713

O limite suportável para o ouvido humano é de 65 decibéis, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Acima disso, o organismo começa a sofrer danos. Para as salas de aula, a Associação Brasileira de Normas Técnicas estipula que o limite tolerado é de 40 a 50 decibéis. Muitas classes, no entanto, atingem 75 decibéis, principalmente as que têm mais de 25 estudantes. Além disso, o barulho no pátio, na hora do recreio, pode chegar a mais de 100 decibéis.

A perda de audição muitas vezes podem ser sentidas somente na idade adulta, mas podem iniciar na idade escolar,

Alguns estudiosos da área propõem algumas medidas que podem ajudar na diminuição disso: como planejamento da acústica das salas de aula, colocação de feltro embaixo das cadeiras e mesas, diminuição do tom de voz do professor, encorajamento do professor a diminuição do tom de voz dos alunos, diminuição da reverberação do som das salas de aula. E também projetos de conscientização desses estudantes como no  colégio paulistano Santo Américo, no Morumbi, que conscientiza alunos do 2ª ao 8ª ano com os chamados “ruidômetros” – cartazes que trazem uma escala subjetiva de barulho que vai de 0 a 10. Quando professor ou aluno fica incomodado com a barulheira, muda o prendedor para os números mais altos para chamar a atenção de todos.

 

200309828-001 images

Comments

comments

Sorry, the comment form is closed at this time.